ENEM: estudantes da Biko pontuam bem na Redação 

  • Home
  • Notícias
  • ENEM: estudantes da Biko pontuam bem na Redação 
ENEM: estudantes da Biko pontuam bem na Redação 

ENEM: estudantes da Biko pontuam bem na Redação 


A esperança bikuda está viva! É o que mostram os resultados dos desempenhos dos estudantes do Pré-vestibular, da turma Maria Felipa, do Instituto Cultural Steve Biko.  O resultado reflete todo esforço da equipe pedagógica, dos professores e dos próprios alunos do instituto que anualmente trabalham para tornar sonhos de estudantes negros e negras uma realidade. 

A média das notas na redação dos estudantes do Programa Oguntec (desenvolvido pelo Instituto Cultural Steve Biko desde 2002, uma iniciativa de fomento à ciência, tecnologia e inovação para jovens negros e negras de escolas públicas) E do Pré-vestibular é de 800 pontos, o que constata o nível de excelência da metodologia de ensino desenvolvida pelo próprio Instituto.

De acordo com a coordenadora pedagógica do Oguntec, Cristina Santos, o desempenho positivo nas provas do ENEM configura-se num cenário onde é possível que os estudantes realizem o objetivo de ingressar em uma universidade pública. A média das notas dos estudantes da Biko foi alta, de acordo com o levantamento realizado pela diretoria pedagógica, o que atesta que o processo metodológico realizado pelo Instituto está apontando para a direção correta.  

"Percebemos que os estudantes tiveram resultados satisfatórios, consideramos os 116 (cento e dezesseis) inscritos no Programa OGUNTEC com suas realidades diversas, em que metade deles apresentaram o quantitativo entre; 700, 800, a 940 na pontuação da redação, próximo a nota máxima exigida. Ao trazer esse desempeno, reforço que nossos estudantes são oriundos de bairros periféricos, das ilhas e regiões metropolitanas de Salvador/BA, muitos convivem em um contexto de desigualdade e com algumas defasagem nos estudos em determinadas áreas do conhecimento, além disso, vieram de um contexto pandêmico que não favoreceu o ensino presencial, sendo inseridos precocemente no ensino online com pouca ênfase". Reforma a coordenadora.

A estudante Nathalia Calazans é uma das nossas bikudas, da Turma Maria Felipa, que ficou com a nota 980 na redação, comprovando que foco e disciplina geram bom desempenho na prova como um todo, possibilitando uma margem maior de escolha da universidade e do curso de preferência. 

“Em 2023 eu pude aliar o trabalho ao estudo focado no Enem. Na Biko, eu tive um grande choque com as matérias de linguagens e humanas. E, na redação, aprendi a estudar de forma não robotizada, como muitos fazem. Tratou-se de um estudo humanizado, entendi o meu tempo de aprendizagem, não deixei de dormir, abdiquei de algumas coisas, mas não foi nada radical. Tentei ter uma constância nos estudos, melhorar naquilo que eu me considerava péssima”. 

De acordo com Nathalia, ela fez o que estava a seu alcance: “fiz o que estava ao meu alcance e fiz legal. Ainda que não concorde com o sistema intragável do Enem e do SISU. Saí da prova tão nervosa, tão aérea do que realmente tinha feito. Passei dias reclamando e, ao mesmo tempo, querendo esquecer da minha redação. E hoje, eu abro o site do Enem com maior cuidado para rever as notas, impressionada com o meu desempenho. Deu certo! Valeu a pena, até faria novamente. Agora tenho outra etapa, escolher um curso”, finaliza.

De acordo com o estudante Aldelmário Santos, que faz parte do Programa Oguntec, essa é a oportunidade de alcançar o objetivo do acesso ao nível superior, com uma nota alta na redação 940, ele vê a chance de cursar uma universidade pública ainda mais perto. 

“Foi minha primeira experiência com a prova do Enem, tinha receio de não me sair bem, mesmo estudando e treinando bastante a redação. A minha nota foi um reflexo de que meu esforço valeu a pena.  Valeu a pena também no retorno da prova de matemática, pois pretendo fazer o curso de Matemática, pois quero ser professor, ou Ciências Contábeis”, afirmou Aldelmário. 

Com as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), os estudantes podem se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (SISU), no Programa Universidade para Todos (ProUni), garantir o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) e entrar numa universidade privada.

A Biko parabeniza todas e todos as estudantes que realizaram a prova do ENEM e continuam empenhando-se para que cada vez mais negros e negras conquistem seu objetivo de ingressar em uma universidade pública e de qualidade.



Parcerias